Geral

Movimento da Igreja Católica promove encontro mundial em Florianópolis

Entre os dias 19 e 29 de julho, acontece a reunião e  visita da Equipe Responsável Internacional (ERI), instância de responsabilidade geral do Movimento das Equipes de Nossa Senhora. O encontro será em Florianópolis (SC), na casa de encontros Recanto Champagnat. O lema do evento é: “Sem mim, nada podeis fazer” (Jo 15,5). É a segunda vez – a primeira foi em 2004, no Rio de Janeiro – que a ERI vem ao Brasil em missão.

Na primeira parte do evento, entre os dias 19 e 22, será realizada a reunião ordinária da Equipe Dirigente da ERI e, a partir do dia 23, a reunião anual do Colégio da ERI, com a presença de casais dos países e regiões geográficas onde o Movimento se faz presente.

Estarão presentes representantes de dez países, entre eles, Portugal, França, Líbano, Inglaterra, Canadá, Espanha, Itália, Polônia, Ilhas Maurício e Austrália.

No sábado (29), a partir das 14h, o casal responsável da ERI, Tó e Zé, de Portugal,  e o Sacerdote Conselheiro Espiritual, padre José Jacinto Ferreira de Farias, acolherão os equipistas brasileiros para uma audiência informal, no auditório da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC).

Será um encontro de comunicação, formação, comunhão e de inter-relação da ERI, com as bases do Movimento para a troca de ideias e aprofundamento da experiência de internacionalidade.

Presenças confirmadas

– O casal de português, Tó e Zé Moura Soares, responsável da ERI

– O Conselheiro Espiritual da ERI, também de Portugal, Pe. José Jacinto Ferreira de Farias, da Congregação Sagrado de Coração

– Hermelinda e Arturo Zamperlini, casal responsável pela Sub Região Brasil

– O presidente da FIESC, Glauco José Côrte – membro há muitos anos das Equipes de Nossa Senhora, com a esposa, Silvia

Um movimento que nasceu em meio aos sofrimentos da guerra

As Equipes de Nossa Senhora são um movimento de espiritualidade conjugal que surgiu na França, em fevereiro de 1939. O fundador é o Pe. Henri Caffarel, cujo processo de beatificação está em andamento.

Quatro meses depois da fundação ocorreu a declaração de guerra. Havia a visita da Gestapo a um ou outro desses casais, sendo o marido despachado para um campo de deportados. O movimento nasce, portanto, em meio ao sofrimento e é assim, também, que começa a se desenvolver.

Lê-se nos Estatutos: “Os casais, conhecendo a própria fraqueza e a limitação das próprias forças, como também a boa vontade que os anima, e porque depositam uma fé indefectível no poder do auxílio mútuo fraternal, decidem unir-se em equipe”.

Querem viver para Cristo, com e por Cristo, entregando-se a Ele sem condições. Resolvem servir o Senhor sem discutir e querem ser, por toda parte, os missionários de Cristo. Querem tender para a santidade, nem mais nem menos.

Sabem que o sacramento do matrimônio é uma prodigiosa fonte de graça, em que Cristo vem salvar o amor, trazendo-lhe auxílios e graças enormes.

As Equipes de Nossa Senhora procuram constantemente voltar à fonte, à nascente, porque esta às vezes está assoreada. Elas têm em conta as necessidades e os valores do período em que se encontram, e os acolhe, na medida em que são assimiláveis.

Os casais das Equipes esmeram-se em não perder de vista a presença de Cristo entre eles e se empenham em uma vida de estudo e no cumprimento de pontos concretos de esforço: a escuta da Palavra, a meditação, a oração conjugal, o diálogo conjugal (que chamam dever de sentar-se), a regra de vida e o retiro.

Onde encontrar o Movimento

As Equipes estão presentes em mais de 80 países, sendo o Brasil o que congrega o maior número de casais: 3.938 Equipes, com mais de 24 mil casais, que são acompanhados por um sacerdote.

O Movimento está presente em 24 Estados e no Distrito Federal. Em Santa Catarina, 625 casais participam, distribuídos em municípios como Florianópolis, Criciúma, Lages, Blumenau, Itajaí, Brusque,  Gaspar, Araranguá e Turvo.

O Movimento, iniciado em Paris, chegou ao Brasil em 1950. A primeira reunião foi realizada em São Paulo, no dia 13 de maio daquele ano. Alguns dos integrantes da primeira Equipe ainda vivem e permanecem fiéis e ativos, dentro das possibilidades e limitações impostas pela idade. A sede nacional das Equipes de Nossa Senhora está em São Paulo e a internacional em Paris.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Florianópolis

Feito com Wordpress wordpress.org